se você tem dor lombar, cuide-se!

Muitas pessoas hoje em dia escutam falar sobre hérnia de disco ou conhecem alguém que já desenvolveu esse problema, porém, existem algumas dúvidas sobre esse assunto que iremos abordar aqui. A dor na coluna nem sempre é sinal de surgimento de uma hérnia e o surgimento de uma hérnia, nem sempre tem como sintoma uma dor intensa, porem é importante o indivíduo que possui alguma dor constante na coluna cervical, dorsal ou lombar procurar auxílio médico para que possa ser avaliado e solicitado exames mais minuciosos com o intuito de identificar realmente se há algum disco com problema. Através do exame conhecido por ressonância nuclear magnética (RNM) é possível observar, com riqueza de detalhes, o comprometimento das estruturas examinadas. A hérnia de disco é multifatorial, podendo ser de origem hereditária, hábitos diários extremamente prejudiciais à coluna (pegar peso de forma errada ou trabalhar com postura que sobrecarregue a coluna), acidentes com alta dissipação de energia (acidente de carro ou moto), traumas diretos, etc.

Um dos hábitos que prejudicam a saúde do disco intervertebral é o pouco consumo de água e a privação do sono, pois, o disco possui um núcleo gelatinoso e essa ultima estrutura possui uma grande capacidade de armazenamento de água, quando o individuo bebe pouca água e dorme pouco, seu corpo desidratado não fornece à hidratação adequada as estruturas que por si só trabalham desidratadas e com o tempo irá degenerar o anel fibroso podendo causar um abaulamento no disco (protusão discal) ou até mesmo o extravasamento do núcleo (extrusão discal).

O indivíduo com hérnia de disco precisa seguir a risca as orientações médicas e fisioterapêuticas, pois, uma vez o anel fibroso degenerado permanecerá degenerado ou poderá piorar seu estado, nunca cicatrizando ou voltando ao que era antes. O tratamento conservador tem demostrado uma melhora muito significativa nos casos de hérnia discal protusa, fazendo com que os pacientes não precisem se submeter a uma intervenção cirúrgica, porem é importante que os pacientes sejam disciplinados no tratamento, seguindo as orientações e respeitando as restrições impostas para que não venham a piorar o seu quadro. No caso de hérnia discal extrusa, o mais indicado é a intervenção cirúrgica e o médico que estiver à frente do caso decidirá qual o melhor método cirúrgico a ser realizado.

Por tanto, jamais negligencie uma dor intensa na coluna, busque sempre orientação médica, faça os exames necessários e siga as orientações, pois, o quadro de dor na coluna pode ser tão intenso quanto uma crise renal, podendo irradiar essa dor para as pernas tornando assim um quadro incapacitante e causando muito sofrimento ao indivíduo.

Michel F. Dória

2023 - por Visibility Digital

  • Preto Ícone YouTube
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon